São estas as seis competências que os recrutadores (mais) procuram num currículo. Se não as tem, desenvolva-as

O mercado de trabalho mudou e está mais exigente. Actualmente, os recrutadores procuram determinadas competências nos currículos que recebem. O Ekonomista revela quais.

São essencialmente estas seis:

1. Competências
As competências são, naturalmente, o que mais salta à vista num CV. Ser sucinto e directo ao assunto pode funcionar melhor do que colocar informação acessória. Por isso, é importante que este ponto seja redigido a pensar no cargo a que se candidata.

2. Experiência
O recrutador irá prestar atenção se no CV surgem mencionadas progressões de carreira, por exemplo. Ou se já trabalhou em alguma empresa da concorrência. De novo, coloque o que poderá ser relevante para o cargo em questão.

3. Liderança
Aqui está uma característica que poderá revelar se o candidato tem experiência na gestão de pessoas. Estas palavras são particularmente úteis se estiver a candidatar-se a um emprego que envolve gerir, liderar, ensinar ou aconselhar outras pessoas. Se possível, indique o número de pessoas que coordenou ou orientou.

 

4. Autonomia
Mostrar que consegue fazer mais do que apenas seguir instruções é algo que empresas e recrutadores procuram muito no mercado actual. Capacidades como autonomia, iniciativa e originalidade e criatividade são, de facto, muito importantes.

5. Pensamento crítico
Os empregadores desejam contratar candidatos que possam reconhecer e ajudar a resolver problemas.

6. Voluntariado
Participar em acções de voluntariado demonstra a disponibilidade para ajudar num projecto ou tarefa, mesmo que não lhe caiba a si fazê-lo. Para além de altruísmo, mostra também capacidade de iniciativa e de trabalho em equipa.

Fonte: https://hrportugal.sapo.pt/

Notícias