Quer melhorar a sua saúde mental? Aprenda a exercitar o cérebro

Sabia que, após os 40 anos, o cérebro humano encolhe aproximadamente 5% por década? Se é sabido que há medida que envelhecemos podemos ficar mais esquecidos, isso nem sempre é sinal de demência. Para que as falhas de memória não interfiram na nossa vida, é fundamental exercitar diariamente o principal órgão do sistema nervoso central, não só para evitar vir a sofrer de demência, a principal causa a doença de Alzheimer, mas para manter uma boa saúde mental.

 

A Associação Alzheimer Portugal deixa sete dicas para ter um cérebro saudável:

Mantenha o seu cérebro activo

Manter o cérebro activo permite fortalecer as ligações entre as células cerebrais, contribuindo para uma mente saudável. Faça actividades que envolvam novas aprendizagens ou jogos de raciocínio, como palavras cruzadas, puzzles de letras e números, jogue xadrez, damas ou cartas. Leia, escreva, converse, use o computador, aprenda uma nova língua ou, até mesmo, tire um curso. Participe em actividades culturais, como assistir a jogos, concertos, ir a museus ou galerias de arte. Procure descobrir quais os seus passatempos preferidos e pratique-os, por exemplo, pintura, costura, carpintaria. Mesmo em casa, mantenha-se activo: cozinhe novos pratos ou dedique-se ao seu jardim ou plantas que tem na varanda.

 

Tenha uma alimentação saudável

Uma alimentação equilibrada e saudável promove um cérebro saudável, por isso é fundamental reduzir as gorduras saturadas. Escolha carnes magras, frango e produtos lácteos com pouca gordura. Evite a manteiga, alimentos fritos, doces, bolos e bolachas e prefira a alimentos saudáveis.

Alimentos a incluir na sua alimentação:

  • Gorduras Insaturadas – azeite, óleo de girassol, abacate, azeitonas, nozes, sementes e peixe;
  • Ácidos Gordos Ómega-3 – soja, margarina, peixe (especialmente gordos, como atum, cavala, salmão e sardinha);
  • Alimentos ricos em Antioxidantes – abacate, ameixas, cerejas, mirtilos, outras bagas, laranjas, uvas vermelhas, uvas passas, kiwis, beringela, beterraba, brócolos, cebola, couve de Bruxelas, espinafres, milho e pimenta vermelha;
  • Bebidas ricas em antioxidantes: chá verde, sumos de frutas, legumes e vinho tinto (com moderação);
  • Alimentos ricos em Ácido Fólico: banana, laranja, morango, brócolos, couve-de-bruxelas, couve-flor, espinafres, espargos, feijão, grão-de-bico, lentilhas, repolho e cereais integrais;
  • Alimentos ricos em Vitamina E: óleos vegetais, nozes, vegetais de folhas verdes e cereais integrais;
  • Alimentos ricos em Vitamina B12: carne, frango, peixe, leite e ovos;

 

Pratique exercício físico

O exercício físico estimula o fluxo sanguíneo para o cérebro. As pessoas que se exercitam regularmente têm menos probabilidades de desenvolver doenças cardíacas, derrames e diabetes. Estas condições estão também associadas a um risco maior de desenvolver demência.

Exercite o seu corpo, pelo menos, 30 minutos por dia. Pode andar, dançar, correr, andar de bicicleta, nadar, passear pelo jardim… tudo o que coloque o seu corpo em movimento e faça o coração bater com mais força. O treino de resistência ou peso ajuda a desenvolver a força muscular, coordenação de movimentos e mantém a densidade óssea. Trabalhe também a flexibilidade e equilíbrio, com actividades como a dança, alongamentos, tai chi, pilates e ioga.

 

Faça check-ups regularmente

Ao realizar check-ups regularmente, consegue detectar eventuais problemas assim que eles surgirem. O tratamento torna-se mais fácil e as consequências serão também menores. Além da tensão arterial, deve controlar o seu colesterol, os níveis de açúcar no sangue e o seu peso.

 

Participe em actividades sociais

Ter uma vida social activa, participar em actividades de lazer e conviver com outras pessoas ajuda a manter o seu cérebro saudável. Mantenha o contacto com a família e amigos e envolva-se em trabalhos comunitários ou torne-se voluntário. Se não puder participar em clubes sociais, culturais ou outros grupos, saia e converse com os seus vizinhos, amigos ou mesmo com os trabalhadores do supermercado ou café que frequenta habitualmente.

 

Evite maus hábitos e durma bem

Não fume, não consuma bebidas alcoólicas em grandes quantidades. Quando beber, beba com moderação. Mais importante do que isso, não prescinda das suas horas de sono e de descanso. Dormir faz bem à saúde.

 

Proteja a sua cabeça de lesões

Pode não parecer importante, mas para reduzir os riscos de desenvolver demência, devemos evitar bater com a cabeça. Assim, regras como usar sempre cinto de segurança e capacete de segurança quando andar de mota, bicicleta, skate, patins ou fizer equitação são fundamentais. Não se esqueça também de atravessar sempre na passadeira.

Fonte: https://hrportugal.sapo.pt/

Uncategorized